Horta em apartamento: saiba como montar a sua e o que plantar

Anúncios

Você já imaginou cultivar uma horta em um apartamento? Colher algumas ervas e já poder usar para temperar suas refeições, parece uma ótima ideia, não é mesmo?

Pois saiba que, mesmo com pouco espaço, é possível aproveitar algumas ferramentas e dicas para criar um espaço ideal de plantio. 

Anúncios

Continue lendo para aprender a montar sua própria horta, como utilizá-la e até quais espécies de plantas você pode explorar nesse cantinho, confira!

 

É possível ter uma horta em apartamento?

horta em apartamento próximo de uma janela com várias plantas.

Anúncios

Sim, é possível ter uma horta em um apartamento, porém temos que saber que é preciso adaptá-la às possibilidades do espaço.

Assim como escolher as espécies que melhor se ajustam ao ambiente, e tomando cuidados diários para que elas cresçam saudáveis.

É importante que você saiba que morando em um apartamento, você deve adotar alguns cuidados importantes para cuidar da sua horta no lugar disponível.

Cultivar uma horta pode se tornar um hobby muito interessante para adotar no dia a dia. Com isso, você pode desenvolver novas habilidades e ainda ter vegetais frescos para sua alimentação.

 

Como fazer uma horta em apartamento

Para começar a montar sua horta em apartamento, você precisa estudar duas coisas: a localização da horta e as plantas que se adaptam ao espaço.

Embora há plantas que não precisam de sol, é importante dar preferência para um espaço que contenha mais luz solar durante o dia. 

Com isso, os vegetais podem fazer sua fotossíntese adequadamente e manter a saúde em dia. 

Essa, inclusive, é uma ótima hora para montar uma varanda e ter mais um ambiente lindo e aconchegante para apreciar no apartamento. 

Horta Vertical

Se o seu apartamento é pequeno ou você não gostaria de gastar muito espaço com os vasos, uma ideia interessante a se pensar é a horta vertical. 

Com essa ideia você otimiza ao máximo o lugar e pode aproveitar a regagem.

Isso porque, as plantas estarão alinhadas verticalmente, a água escorreria pelos vasos o que serviria para umedecer a terra e as folhas das que estão embaixo.

Sem contar que a horta vertical pode trazer um outro estilo para os ambientes do apartamento.

Horta em vasos

Os vasos podem ser uma boa aposta, já que são bem mais fáceis de cuidar e bem mais práticos para escolher um lugar.

Juntamente com o ponto em que você escolhe o vaso, variando de acordo com o estilo de seu lar.

Podendo ser diferente em cores e estilos, por ser mais versátil, pode dar mais vida ao ambiente.

A Horta em vasos além de super prática, auxilia no plantio, podendo ser plantadas mais mudas nos vasos. 

Devemos tomar cuidado para não colocar os vasos em lugares propensos a cair.

 

O que saber antes de começar a montar sua horta 

Antes de começar sua horta você tem que pensar sobre diversas coisas relacionadas ao lugar, tempo, escolha de vasos e principalmente na terra e adubo.

Na hora da escolha das plantas, por exemplo, devemos pensar na nossa disponibilidade para cuidados. Confira mais a seguir! 

Escolha dos vasos

Para a escolha dos vasos deve-se ter como princípio o tamanho, para que não haja a necessidade de ocorrer uma troca de vasos em pouco tempo.

Outro fator importante é o material que o vaso é feito, para que não haja nenhum tipo de infecção nas plantas com algum componente. 

Além disso, verifique também se há buracos na parte inferior para que haja drenagem.

O estilo do vaso é bem importante para que ele combine com o local ao redor, vasos coloridos podem dar mais personalidade a sua varanda.

A facilidade de mudar de um lugar para o outro é algo que deve se destacar. Pois se houver necessidade de mudança, um vaso sem praticidade seria mais complexo de se alterar.

Escolha da terra e adubos 

As plantas necessitam de uma base rica em nutrientes para serem saudáveis e produtivas. Sendo assim, a adubação orgânica é uma ótima opção para hortas caseiras, pois é de fácil acesso.

Do mesmo modo, a terra deve ser porosa para que o oxigênio consiga entrar e manter uma boa umidade.

Quando se tem uma horta deve-se tomar cuidado, pois os nutrientes retirados na colheita precisam ser repostos. Portanto, o processo de adubagem, que fornece esses nutrientes, é tão importante.

Localização e iluminação

Na hora de escolher o lugar para o plantio, é necessário definir um local em que a quantidade de sol no local seja maior. 

Além disso, é importante que se tenha umidade, para que as plantas possam ser cultivadas com saúde.

Em cidades grandes há uma dificuldade maior em encontrar espaços com maior quantidade de sol. 

Então, o recomendável é buscar uma quantidade média de intensidade de sol, que receba em média de 4 a 6 horas diárias.

Essa exposição solar é adequada para verduras, temperos, pimentas e frutas vermelhas.

Agora, quando o sol está em menor quantidade, como em média de duas horas por dia, é mais adequado o cultivo de ervas como hortelã, erva-cidreira, manjericão, boldo do chile, orégano e manjerona.

Do mesmo modo, em áreas de sombra, mas bem iluminadas, podem ser colocados brotos.

Vale destacar o cuidado em escolher um local para que não ocorram incidentes com animais ou crianças. 

Uma vez que os vegetais ou ervas podem causar reações adversas se consumidos por acidente e sem supervisão.

Frequência de rega

As plantas, assim como os seres humanos, necessitam de água para sobreviver e crescer. 

Mas a quantidade certa de água em cada planta varia de acordo com a espécie que está sendo cultivada. Afinal, algumas precisam de pouco, enquanto outras requerem mais.

Além disso, a água deve ser posta em momentos específicos para que a planta não fique seca pela evaporação do sol. 

Os horários podem ser pela manhã ou ao final da tarde quando a incidência de sol é mais baixa, assim não permitindo que a água evapore.

Cada planta requer um certo tipo de cuidado, nas folhas ou nas raízes. Por isso, é necessário uma análise precisa de qual planta se encaixa melhor com a sua disponibilidade de cuidados.

 

Quais plantas escolher para a horta no apartamento?

Gostou das dicas até aqui? A seguir, reunimos uma lista com as principais plantas que você pode colocar na horta em apartamento, confira! 

Hortaliças

As hortaliças, além de extrema importância na nossa alimentação, podem ajudar em diversos problemas de saúde. Então, você pode escolher algumas opções dentro da enorme diversidade que existem. 

Elas requerem maior quantidade de luz, e nem sempre podem funcionar em um espaço menor.

As melhores opções são:

Pessoa segurando vegetais após conseguir criar uma horta em apartamento.

  • Alface: crescimento rápido em vasos ou jardineiras.
  • Tomate: Fácil plantio, maior quantidade de luz e é uma planta trepadeira.
  • Pimentão: Precisa de muita luz e pode ser cultivado em vasos ou jardineiras.
  • Couve: Fácil cultivo, principalmente a couve-manteiga.
  • Cebolinha: No mínimo 6 horas de luz por dia, e se dá bem com outras plantas.

Temperos

Há diversas opções de temperos a serem plantados, e as alternativas costumam ser mais fáceis de cultivar, pois não precisam ser replantados.

São boas opções:

  • Hortelã: Plante em um vaso maior para que suas raízes tenham espaço suficiente para crescer.
  • Salsinha: desenvolve melhor quando plantada sozinha, pois suas raízes são profundas.
  • Orégano: É fácil de cultivar e se adapta bem ao solo.
  • Pimentas: Biquinho, dedo de moça e tabasco para hortas pequenas.
  • Tomilho: Boa opção para a horta em apartamento, mesmo em vasos pequenos.

Frutos

Quando se gosta de frutas, é sempre bom ter opções variadas a sua disposição, né? As seguintes opções são ideais para o cultivo em apartamento:

  • Morangos: Podem ser cultivados em vasos e são fáceis de cuidar. 
  • Limão: Trata-se de uma árvore pequena que pode ser cultivada em vasos maiores.
  • Kiwi: Planta trepadeira, mas que pode ser abrigada em vasos.
  • Acerola: Planta pequena, que produz frutos vermelhos e doces.
  • Amora: Fruta que tem boa adaptação e que cresce de maneira semelhante ao limão em vasos maiores.

É necessário levar em consideração o tamanho dos frutos, já que alguns requerem maior espaço. Além disso, verifique as condições climáticas adequadas.

 

Gostou das dicas que reunimos? Continue lendo para mais dicas!